Fenabrave: Mais de 10 milhões de veículos usados já foram negociados no ano

Falta de modelos 0 km segue movimentando esse mercado, que tem alta de 48,2% até agosto

Do AutoIndústria

Os reduzidos estoques de modelos 0 km nas concessionárias brasileiras continuam acelerando os negócios no mercado de veículos usados. Com o expressivo volume de 1.439.113 unidades comercializadas em agosto, as vendas de usados atingiram 10.234.046 unidades no acumulado do ano, um crescimento de 48,2% sobre igual período de 2020.

Contemplando automóveis, comerciais leves, pesados e motocicletas, o balanço foi divulgado na quinta-feira, 9, pela Fenabrave, que informa ter sido essa a maior alta anual das transações de usados desde 2004.

“A baixa disponibilidade de veículos novos segue como o grande desafio do setor da distribuição automotiva e a oferta de usados surge como alternativa para suprir esse mercado”, avalia o presidente da entidade, Alarico Assumpção Júnior.

O executivo informa que desde 2004, quando começou a série histórica sobre o segmento, nunca o setor havia superado a barreira de seis veículos leves usados vendidos a cada novo emplacado em um mês: “Neste ano, chegamos a uma proporção de 6,5 em julho e atingimos 6,8 no mês passado”.

Segundo a Fenabrave, a boa oferta de crédito também tem influenciado a troca de titularidade no mercado de usados, principalmente no caso dos carros e comerciais leves seminovos. “Os modelos com até 3 anos de fabricação representaram 12,75% do volume comercializado em agosto e 11,27% do total comercializado no acumulado dos oito meses”, revela Assumpção Júnior, destacando ainda que o aquecimento das vendas nos usados abrange tanto leves e pesados como também as motocicletas.

Compartilhe