BA 179 | Valtermário Rodrigues realça importância do cliente para a empresa

Minutos antes de iniciar o expediente no balcão da loja de autopeças, alguns colegas de trabalho, balconistas e, também, de outros diversos setores, conversavam sobre vários assuntos e de repente um deles lançou a seguinte pergunta:

Qual dos setores é o mais importante para uma empresa? O setor administrativo, o setor financeiro, o setor de RH, o setor comercial ou o setor operacional?

Cada qual defendeu o seu ponto de vista e, com maior ênfase, um dos balconistas opinou: “o setor mais importante de uma empresa é o setor de vendas, afinal, tudo passa pelo balcão. Toda a engrenagem da empresa funciona em prol do balcão”.

Um cliente que se dirigia ao balcão ouviu o posicionamento do balconista, achou o assunto da conversa bastante interessante e pediu permissão para emitir sua opinião sobre o tema:

“Todos os setores de uma empresa fazem parte de uma importante “engrenagem” que atua em prol do objetivo de vendas de toda organização com fins lucrativos”.

A engrenagem de uma empresa em muito se assemelha com o corpo humano. Assim como o cérebro, o coração, o fígado e os pulmões, em contextos diferentes os objetivos de uma empresa são os mesmos: saúde, longevidade e sonhos, com base em uma missão, visão e valores.

“Nesse contexto, o setor de vendas exerce papel fundamental, pois se constitui no principal elo entre o cliente e a empresa, afinal, grande parte do fluxo financeiro das empresas passa pelo balcão”.

De todo modo, na verdade, tudo acontece em prol do cliente: prospecção, retenção, satisfação e fidelização de clientes, fazem parte do dia a dia das empresas.

“É o cliente quem, efetivamente, gera lucros para o negócio. É ele, portanto, o principal ativo de uma empresa. Tudo gira em função do cliente”.

A propósito o “Dia do Cliente” é comemorado, anualmente, em 15 de setembro.

Como uma forma de valorizar os consumidores e incentivar as compras em um mês de baixa para o varejo, o empresário gaúcho João Carlos Rego, especialista em Marketing e Recursos Humanos, teve a ideia de criar uma data diferenciada, onde os clientes pudessem ser homenageados, ajudando a desenvolver uma relação de fidelidade entre os consumidores e os comerciantes.

O “Dia do Cliente”, oficializado no Rio Grande do Sul em 2003, atualmente já foi aprovado em 14 estados brasileiros e 167 municípios.

Todos os setores de uma empresa formam uma grande orquestra onde um instrumento por mais simples que pareça tem uma importância fundamental para o sucesso no negócio.

Já observou quando assiste uma novela ou um filme na TV ou no cinema quando ao final é exibido na tela o nome e função de dezenas de profissionais que atuaram na retaguarda. Imagine uma produção de TV, de cinema ou de teatro sem essas pessoas que estão por trás de um espetáculo?

Na retaguarda do balcão, equipe de vendas e clientes contam com uma equipe de profissionais que atuam nas diversas áreas da empresa, a fim de possibilitar as melhores condições de comercialização:

Setor Administrativo: é considerado o “coração” da empresa. O setor responsável pela administração empresarial. Atua de modo a estabelecer o planejamento estratégico e a gestão das tarefas de uma empresa.

Setor Financeiro / Contábil: é o responsável pelos recursos empresariais da empresa, controla a tesouraria, o fluxo de caixa, o contas a pagar e receber, os investimentos e os riscos, a gestão de contas e impostos, a análise de resultados e investimentos, além de desenvolver um planejamento financeiro e a divulgação dos resultados, demonstrando a obtenção de lucro ou, por outro lado, o prejuízo das operações. Deve trabalhar de forma a garantir que sejam disponibilizados recursos aos demais setores de uma empresa de forma que cada um deles possa cumprir com suas funções.

Recursos Humanos: responsável pelo recrutamento de pessoal, pela gestão de pessoas, políticas de motivação e de treinamento; qualidade de vida dos colaboradores; retenção de talentos e formas de manter a empresa atrativa para seus profissionais talentosos.

Setor Comercial ou Marketing: representa a empresa externamente a ela. Atua na criação de estratégias, formas de relacionamento e de vendas. Tem como objetivo gerar receitas através do conhecimento sobre os clientes da empresa e prospects, a fim de satisfazer as suas necessidades e expectativas.

Setor Operacional ou Logística: é o responsável por todo o controle do estoque, política de fretes e de transporte. É o responsável por fazer chegar os pedidos ao cliente no momento certo e de maneira correta.

Parabéns para o cliente, que tem o seu dia comemorado em 15 de setembro, ao administrador de empresas, em 09 de setembro, parabéns antecipado para o vendedor, visto que seu dia é comemorado em 1º de outubro, e parabéns para todos os componentes da “engrenagem” de uma empresa que trabalham dia a dia superando os desafios que se apresentam em prol de um bem comum, o processo de compra e venda com resultados ganha-ganha.

Afinal, “Que rei sou eu”? Ou melhor… “Que reis somos nós”?? Somos pessoas que atuam na linha de frente ou na retaguarda de uma empresa no exercício de atividades de extrema importância no desempenho de funções estratégicas, seja no setor administrativo, finanças, recursos humanos, logística, fiscal, comercial, vendas…., assim como os parceiros de negócios (fornecedores, transportadoras, bancos, prestadores de serviços diversos), enfim, cada componente dessa enorme engrenagem atua em prol da realização de seus próprios sonhos pessoais e profissionais e contribuem de forma decisiva para o cumprimento dos objetivos e metas da empresa e da satisfação do cliente.

Valtermário Rodrigues (foto) é Analista Administrativo Sênior da Distribuidora Automotiva S/A – Filial Salvador; Bacharel em ADM; MBA em Gestão de Empresas; MBA em Liderança Coaching; Co-autor dos livros “Ser Mais Inovador em RH” – “Motivação em Vendas” e “Planejamento Estratégico para a Vida”

Compartilhe