Riso: Conheça mais sobre a melhor forma natural de combater o estresse

Representante Comercial de conceituadas empresas do setor de autopeças, Paulo Barddal tem disseminado a técnica da Yoga do Riso com excelentes resultados

O dia 6 de novembro é considerado o Dia Nacional do Riso. O riso é o melhor remédio natural para combater o estresse, a tensão, melhorar o humor e, ainda, ele conecta pessoas. No ritmo frenético em que a cobrança por resultados é frequente, um dos caminhos para praticá-lo é através da Yoga do Riso. A técnica foi criada em 1995 pelo médico indiano, Dr. Madan Kataria.

Curitibano e representante comercial das marcas Corteco, Micronair, Bovenau e VDP, Paulo Barddal, está no setor de autopeças há 25 anos e, desde 2018, pratica e dissemina essa técnica, não apenas para quem está no setor, mas também para empresas de outros segmentos, escolas, clínicas, entre outros. Ele foi o responsável por inserir a metodologia no Hospital do Cajuru e no Hospital do Trabalhador, ambos em Curitiba (PR). Em 2020, ele recebeu do próprio Dr. Madan Kataria o título de Embaixador Internacional do Riso.

No setor de autopeças, tudo começou quando ele fez uma palestra técnica da Corteco e, para quebrar o gelo, ele propôs aos participantes a Yoga do Riso. “Fiquei impressionado com a adesão do pessoal”. De lá para cá, ele passou a conduzir os exercícios do riso nos encontros e treinamentos do setor, passando a ser chamado pelos seus colegas como Anjo do Riso.

“Eu faço um trabalho bastante diferenciado para nosso ramo de autopeças, levo para distribuidores, varejistas, aplicadores e em palestras técnicas essa ferramenta, onde mostro a importância do bom humor no ambiente de trabalho. O meu propósito é espalhar a risada em nome da paz mundial”, afirma.

Pelos dados divulgados pela International Stress Management Association (Isma- BR), cerca de 70% da população economicamente ativa no Brasil têm sintomas de estresse, o que provoca várias alterações importantes no corpo, que podem resultar em doenças. “A cobrança pela alta performance é um liquidificador humano e, se deixarmos, nós somos moídos. Quando rimos, nós mudamos, e quando rimos, o mundo muda com a gente”.

Mais leveza

Paulo Barddal aplica a Yoga do Riso – Foto: Divulgação

Barddal explica que a Yoga do Riso funciona como uma meditação que leva a um relaxamento muito grande. “Quando a gente ri, a gente não pensa, perdemos o julgamento, o tentar ser melhor do que o outro, o querer chegar na frente, dando lugar ao querer chegar juntos. O riso conecta as pessoas e o principal dentro do nosso ramo é a resiliência”.

Segundo ele, é preciso encher o tanque de energia positiva, pelo riso, e a partir disso enfrentar os desafios do dia a dia. “Tem que ter a resiliência e com o tanque um pouco mais cheio, fica um pouco mais fácil passar pelos desafios. É difícil a concorrência no nosso setor e cumprir as metas, mas dá para ser mais leve. A vida pode ser mais leve”.

Na prática

Barddal conduz exercícios do riso nos encontros e treinamentos do setor de autopeças, passando a ser chamado pelos seus colegas como Anjo do Riso – Foto: Divulgação

A Yoga do Riso é uma rotina de exercícios única que combina o riso incondicional com respiração yogui (Pranayama). O riso é inicialmente simulado, como exercício físico, enquanto os participantes mantêm contato visual com todos do grupo, promovendo uma atmosfera infantil. Na maioria dos casos, isso logo leva a risos reais e contagiosos.

“Na Yoga do Riso, não usamos nem humor, nem piada e nem comédia. A nossa técnica é um riso exercitado, e o nosso lema é: “finge, finge, até que atinge”. Mostramos que não se pode rir do outro, mas rir com o outro. Dessa forma, conectamos pessoas e construímos pontes ao invés de muros”.

Comprovação

Em 2020, Barddal recebeu do criador da técnica, Dr. Madan Kataria, o título de Embaixador Internacional do Riso – Foto: Divulgação

O riso induz o nosso corpo a liberar endorfina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar. Dr. Madan Kataria, que já estudava há anos os benefícios do riso à saúde, deparou-se com a história de um jornalista americano, Norman Cousins, que sofrera muito de estresse, tendo sido diagnosticado com uma doença terminal em 1964.

“Ele pensou que se substituísse por situações mais positivas, o estresse poderia diminuir. Esse jornalista começou a ver alguns filmes de humor e ele percebeu que quando ria por dez minutos, ele conseguia dormir duas horas sem sentir dor. E o médico descobriu que o nosso cérebro não diferencia um riso real de um riso simulado, trazendo os mesmos benefícios”.

Cousins morreu aos 75 anos, em 1990. E para finalizar, Paulo Barddal costuma usar uma frase do poeta, dramaturgo e estadista francês: “O riso é o sol que varre o inverno do rosto humano”.

Acesse o site e conheça mais sobre o trabalho desenvolvido por Paulo Barddal: https://www.paulobarddal.com.br/

Compartilhe