Automáticas Allison equiparão 100% dos Compactadores de lixo do Grupo Solví

O Grupo pretende que as transmissões Allison estejam presentes em todos os seus vários veículos de lixo dentro de cinco anos

A Allison Transmission, projetista e fabricante líder de soluções de propulsão de veículos convencionais e eletrificados e o maior fabricante global de transmissões totalmente automáticas para veículos comerciais médios e pesados e de defesa, é parceira do Grupo Solví Essencis há mais de 25 anos. Isso ocorreu a partir de 1997, com a aquisição de 50 caminhões GMC 16.220 equipados com motores Caterpillar, todos com transmissões totalmente automáticas Allison. Hoje, com mais de 40 empresas coligadas e filiais em todo o Brasil e no exterior, o Grupo Solví atua nos mais diversos serviços ambientais como aterros, geração de energia a biogás, gerenciamento de resíduos industriais para grandes empresas e usinas e logística reversa de eletrônicos e baterias, entre outros serviços.

O Grupo Solví opera 24 horas por dia, 365 dias por ano, por meio de suas Unidades de Valorização Sustentável (SRUs) no Brasil, Argentina, Bolívia e Peru, por meio da coleta, tratamento e destinação correta do lixo. São mais de 120 municípios com Bases Operacionais onde a empresa coleta de lixo domiciliar de 9,7 milhões de habitantes e lixo seletivo de 4,2 milhões de habitantes. Isso significa que mais de 3,3 milhões de toneladas de lixo doméstico são coletados anualmente. O grupo também atende 2.700 clientes comerciais e industriais.

Para atender a essa demanda, o Grupo Solví conta com uma frota de 762 caminhões, incluindo modelos de compactadores para coleta de lixo e veículos de apoio. Desse total, 351 compactadores e 42 caminhões de apoio estão equipados com transmissões totalmente automáticas Allison.

“Desde existam modelos que atendem às nossas aplicações, sempre escolheremos os veículos automáticos”, afirma Luiz Fernando Brandi Lopes, Superintendente de Primarização, Equipamentos e Manutenção do Grupo Solví. “Pretendemos ter uma frota 100% automática nos próximos cinco anos, incluindo caminhões de apoio, caminhões de construção, carga seca, unidades de guincho, multi-carga, caminhões-pipa, tanques e guindastes, entre outros veículos utilizados para diversos serviços.”

Um dos bons exemplos das metas que o Grupo Solví vem buscando é Logística Ambiental de São Paulo S.A. (Loga), uma das principais empresas do grupo. Ela atua na cidade de São Paulo cobrindo 1,3 milhão de domicílios e estabelecimentos, coletando 2,2 milhões de toneladas/ano de lixo, seis mil toneladas diárias de resíduos, atendendo a sete milhões de cidadãos. Até o final de 2021, 100% da frota de 172 caminhões compactadores de lixo da Loga deverá estar equipada com as transmissões totalmente automáticas Allison. A operação da Loga em São Paulo alcança os maiores índices de produtividade do mundo por viagem, com uma média de 10 a 12 toneladas por percurso, podendo chegar a 72 toneladas por dia.

“Lembro que na época, com a compra dos primeiros 50 caminhões, ficamos surpresos com os ganhos de produtividade e a disponibilidade dos veículos, ainda que o consumo de combustível fosse um pouco superior ao dos modelos equipados com transmissão manual. Mas nosso maior problema com os caminhões manuais era a quebra ou desgaste de embreagem, cardã, diferencial, freios, etc., questões diretamente provenientes do anda e para das nossas operações. Portanto, os benefícios que vieram junto com as transmissões automáticas Allison superaram significativamente a diferença no consumo”, afirma Lopes.

Outra constatação importante da empresa é que a produtividade do caminhão com transmissão totalmente automática é cerca de 15% a 20% superior aos equipados com câmbio manual, ainda que se leve em consideração variáveis como trânsito, topografia da rota e quantidade de lixo recolhido. Soma-se a isso o fato de o veículo voltar mais cedo para a empresa, o que diminui o número de horas extras a serem pagas.

“Também estamos acompanhando desenvolvimentos existentes da utilização das transmissões Allison em compactadores menores, de 6 m3, basculantes, pipas e demais tipos de equipamentos. Assim como os testes para a utilização das transmissões Allison do modelo 3500 para compactadores 8 x 2 com capacidade de 21 m3 e até 16 toneladas de carga legal por viagem”, comenta Lopes.

Entre outras vantagens do uso da automáticas Allison, o Grupo Solví constatou uma significativa redução no número de acidentes, dados resultantes de motoristas mais descansados e mais concentrados e focados somente em dirigir o caminhão. Em parte, isso é consequência de poder contar com as facilidades dos controles de velocidade e outros sistemas operacionais que a transmissão permite.

“Com a chegada dos motores eletrônicos foi possível reduzir a rotação de trabalho da compactação do lixo para 950 rpm, o que faz com que o consumo de diesel seja menor do que o do caminhão com transmissão manual. Estudamos várias combinações de relação entre propulsor e transmissão, o que tem permitido a atuação do motor na faixa verde de rotações, a de maior eficiência, em 100% dos percursos sem perda de produtividade e com maior segurança. O nível de ruído também caiu muito, refletindo positivamente na avaliação dos clientes e da população com uma queda significativa no número de reclamações de ruído principalmente nos horários de coleta noturna”, diz Lopes. 

Compartilhe