Instalação dos amortecedores exige atenção aos posicionamentos dos coxins

Devido às diversas posições de montagem, a recomendação é  observar as diferenças nas peças, como setas, ressaltos, furos e chanfros, ou consultar o fabricante.

Parte da suspensão do veículo, os amortecedores, responsáveis por controlarem os movimentos das molas ao trafegar pelas irregularidades da pista e, assim, manterem o conforto e segurança dos ocupantes do veículo e também a estabilidade do veículo em curvas, requerem alguns cuidados na hora da substituição por novos. “É preciso ter muita atenção na hora de montar os coxins. Não adianta improvisar e tirar fotos antes da desmontagem já que os coxins podem estar com a montagem errada”, alerta Eduardo Guimarães, técnico da Nakata. Ele explica que o erro pode trazer diversos problemas, como folgas, ruídos e até comprometer o alinhamento do veículo.

É grande o volume de posicionamentos especiais. Guimarães cita alguns exemplos, entre eles, o localizador da mola helicoidal do Vectra. Há dois dentes que precisam ficar alinhados com o início da mola, na base inferior da amortecedor. Na linha GM, o sistema também é usado na suspensão dianteira do Agile, novo Corsa, Astra, Kadett, entre outros. Já na primeira geração do Palio, Siena, Strada e Palio Weekend, há um ressalto e, nos veículos com direção hidráulica, o indicador deve ser colocado virado para frente do carro. “Se a direção for mecânica, a montagem será feita ao contrária”, adverte. Na linha do Civic 2006 a 2016 há uma seta, que deve ficar para parte dianteira do automóvel.

A recomendação é ficar atento aos posicionamentos dos coxins. Se possível, anotar diferenças nas peças, como setas, ressaltos, furos e chanfros, ou consultar o fabricante. A Nakata conta com a Central de Atendimento no 0800-707-8022.

Compartilhe