BA 185 | Catálogo digital: melhorando a experiência no varejo automotivo

A era da digitalização ocorre em diversos setores, e não é diferente no varejo automotivo. Diversos centros automotivos e lojas de autopeças já utilizam catálogos digitais on-line com o objetivo de fornecer uma melhor experiência para o cliente, proporcionando agilidade no atendimento e oferecendo informações mais detalhadas sobre o produto, sendo, inclusive, mais estratégico e rápido para sanar diversas dores que podem surgir durante a jornada de compra do cliente.

Esse avanço da tecnologia começou a ser implantado no setor automotivo no final dos anos 2000 e a tendência é que substitua totalmente a versão física ou offline dentro de alguns anos. As vantagens são inúmeras e a primeira delas está na melhoria da experiência do cliente. Como o modelo impresso não acompanha a atualização do digital, com essa ferramenta tecnológica o vendedor pode acessar o catálogo pelo computador, celular e outros dispositivos móveis, verificando em tempo real as informações do produto que necessita. Quem está comprando em lojas de autopeças tem mais segurança e confiabilidade ao buscar produtos para o veículo, sem correr o risco de estar confundindo algum modelo, gerar a aplicação incorreta de uma peça ou de ir até o local sem saber se há disponibilidade do que é necessário para o veículo em questão.

Para os centros automotivos, a ampliação de opções de fornecedores nos catálogos digitais diminui as chances de perder um cliente por falta de uma peça ou de possível erro na aplicação. Os catálogos permitem que estes estabelecimentos consultem em tempo real a aplicação e disponibilidade de uma determinada peça antes de comprar, evitando o atraso do serviço de manutenção, que geraria a necessidade de ter um veículo por mais tempo que o necessário no pátio, e uma eventual frustração do cliente, que espera ter tudo resolvido o mais rapidamente possível. Essa mudança ainda contribui no planejamento financeiro do negócio, já que o leque de opções de fornecedores se torna maior, possibilitando a aquisição certeira de produtos com o melhor custo-benefício – algo essencial considerando que a cadeia de suprimentos de autopeças segue enfrentando desequilíbrios que geram falta de componentes, um efeito gerado pela pandemia de Covid-19. Além de potencializar as vendas e otimizar o tempo do serviço oferecido, o centro automotivo aumenta a produtividade e eficiência de sua equipe, graças ao atendimento com apoio do digital.

Outra vantagem associada à implementação dos catálogos digitais para varejistas de autopeças, seja no e-commerce, marketplaces ou no balcão da loja, está na sua integração ao sistema de gestão (ERP) da empresa. Com a utilização dessas tecnologias em conjunto, a consulta de aplicação de peças se torna assertiva na jornada de compra on-line, permitindo que o cliente realize uma busca certeira para encontrar o produto de acordo com as necessidades do seu veículo. No caso do varejo automotivo, esse diferencial também contribui na verificação da disponibilidade de estoque ou em quanto tempo é possível receber a peça dos seus distribuidores. Existem soluções que já oferecem essas funcionalidades para o setor, proporcionando ao negócio evolução significativa na agilidade e assertividade na compra e venda de autopeças, aliado a um melhor controle administrativo e financeiro, com indicadores de produtividade da equipe e das vendas.

Como já exposto, a digitalização é essencial para o mercado de autopeças. Benefícios como identificação das melhores condições de disponibilidade e preço em diversos fornecedores em tempo real, a consulta de peças através da placa do veículo, e uma gestão de estoque inteligente são exemplos claros de como a transformação digital é crucial para garantir competitividade e crescimento contínuo.

*Renato Lass (foto) é diretor de Novos Negócios da Linx

Compartilhe